Páginas

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Cisne Negro ( Black Swan)

Eu não sei nem por onde começar a falar sobre esse filme que eu acabei de ver! Vou começar falando da Natalie Portman que está simplesmente perfeita, na minha opinião, uma atuação impecável. Já vi muitos filmes com a Natalie ( Closer, Entre Irmãos , V de Vingança, O Profissional, Todos dizem Eu te amo, Cold Mountain, Paris Te Amo, A outra e outros que não me lembro agora) mas em Black Swan ela pareçe ter alcançado seu ápice, sua maturidade....
Tirando um pouco o foco da Natalie, eu descreveria esse filme como tenso, perturbador e até mesmo aterrorizante, e a mistura de todos esses ítens não poderia ter um resultado melhor.

Devo dizer que acabei me interessando mais por ballet, não que eu pretenda dançar ( calma gente... rs) mas por en
tender que de fato todas as bailarinas além de dançarinas, são também atrizes e de uma forma ainda mais complicada porque as atrizes de filmes tema voz para se expressarem e as bailarinas tem apenas seu corpo e sua
face. A dança precisa ser expressiva,e a bailarina precisa conseguir fazer com que a platéia sinta o que aquela musica quer passar. Isso tudo me veio à cabeça logo no início do filme... na primeira dança.... ( os que viram o filme irão me entender).
O Lago dos Cisnes é um ballet dramático composto pelo compositor russo Tchaikovisk para entender melhor leiam a sinopse da estória ( http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Lago_dos_Cisnes).
Eis o calo que está no sapato da nossa Nina, a bailarina interpretada por Natalie Portman, que consegu
e o papel da sua vida da companhia dirigida por Thomas (Vincent Cassel - ele fez À Deriva). Para Nina não havia problemas na interpretação de Odile, o cisne branco, pois ela tinha compartilhava as tinha as carcteristicas que o personagem precisava ( fragilidade, meiguiçe), no entando o desafio maior era a interpretação de Odille ( Cisne Negro) que exigia de Nina muito mais do que ela tinha para ofereçer. Nina sofre pressão da sua mãe exigente demais e também de Thomas, que estava sempre cobrando a sedução e sensualidade no papel do Cisne Negro ( Odile).

Em busca da tão sonhada perfeição, Nina acaba sofrendo alguns transtornos psicológicos
frutos de sua total insegurança e em alguns momentos do filme chega a ser complicado saber quando se trata da sua imaginação e quando de fato é algo real ( Fact or Fiction... lembra Jò???). Com a chegada de uma outra bailarina ( Mila) Nina começa a enxergar nela uma ameça e uma concorrência desleal e nesse ponto o plot de O Lago dos Cisnes já passa a fazer parte da vida real de Nina de um jeito que o telespectador só pode se perguntar :" O que está aconteçendo com ela??"

Nina consegue alcançar aquilo que tanto queria - a perfeição - mas paga um preço muito caro por isso! Quantas vezes nós mesmo não somos muito duros com nés mesmos exigindo nada menos do que 100%? Estudar para ter o melhor emprego, o melhor casamento, os melhores filhos, etc... No final das contas a gente acaba deixando de viver em busca de uma coisa que nunca vai de fato existir. No filme, Mila está sempre falando para Nina que ela precisava viver um pouco, se divertir... e de fato ela estava vivendo intensamente aquela dança, fazendo um esforço sobre humano para ser simplesmente - perfeita!

Enfim... super indico o filme! Acho que ainda vou passar dias e mais dias pensando nesse filme e talvez até faça um outro post depois que eu ver de novo!

Até a próxima

Nessa

Mais informações sobre o filme:





4 comentários:

Jor disse...

Morrendo pra ver esse também :( rs

Thiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiago disse...

esta sendo muito comentado junto com o Discurso do Rei, eu vou fazer de tudo pra assistir os dois

Nessa disse...

Também tô super curiosa pra ver O Discurso do Rei....